arapiraca no debate da tv pajuçara

 Neste sábado 24 de setembro a TV Pajuçara apresentou um debate com os candidatos a prefeitura de Arapiraca, apresentado e mediado pela jornalista Gilka Mafra. O debate recebeu Rogério Teófilo (PSDB), Tarcízio Freire (PP), Ricardo Nezinho (PMDB) e Lindomar Ferreira (PSOL) para o discutir os projetos de cidade que cada candidatura pretende oferecer. 

Um traço marcante foi a baixa escolaridade e o analfabetismo presente nas falas de todos os candidatos. Em todas as manifestações que fizeram, os candidatos mostravam uma incapacidade notária para expressar as ideias de maneira concisa e clara. A cada sentença proferida, um atropelo na língua portuguesa. Tão risível espetáculo para quem pretendeu ser o prefeito de uma cidade, que repetiam, ser uma das forças pungentes da economia do Estado.

Poderíamos resumir assim o debate: Nezinho, laranja do governador. Lindomar, não sei ao certo se quero ser prefeito. Tarcizio, Jesus quer que eu seja prefeito. Rogério, sou da turma deles, mas cansei deles. Todas as perguntas que faziam eram lidas, e as respostas, aos nossos ouvidos, respostas prontas, lidas. Não nos deram a chance de perceber qualquer sensibilidade ou calor dos posicionamentos aprendidos na luta do dia a dia.


Nezinho representa o governador, aliás fica claro que se ganhar é o Renanzinho que vai ser prefeito. Imaginem se não existisse Renanzinho sobraria o que do Nezinho? Toda a argumentação do candidato gira em torno das costas largas do governador. Diz Nezinho, repetidamente, sou amigo do governador, sou amigo do vice-governador. E continua assim. É como uma ameaça aos eleitores. Caso não votem nele o governador viraria as costas a segunda maior cidade do Estado? Isso não condiz com a realidade, é apenas um jogo sujo para aliciar mais gente para o rebanho da situação.


Quanto ao Lindomar Ferreira do PSOL, surgiu como a grande novidade. Ao acompanhá-lo percebe-se que está testando o terreno, distante das forças psolistas que têm força e presença nas grandes capitais. O Lindomar bate de leve, e na maioria das vezes mostrou-se aquém de um projeto novo de cidade, lendo as perguntas e lendo as respostas. Do PSOL esperávamos uma desconstrução das candidaturas majoritárias mas o que vemos é uma candidatura com pouca força e apelo para mudar.


O Tarcizio Freire se repete na velha e gasta ladainha de benfeitor dos pobres. Passa o tempo todo a anunciar o quanto ajudou os pobres com suas obras de cunho pessoal. É um trajeto populista, meio militar, meio religioso. Fez acusações pontuais e importantes sobre o poder local porém ao propor um projeto de cidade percebe-se que sua mudança traduz-se mais em uma vingança contra os coronéis locais que jamais o deixaram se afirmar como uma nova força política.


Enfim, Rogério Teófilo mostrou-se bem articulado e com boa capacidade de estar no debate. Tentou manter um jogo mais duro com Ricardo Nezinho, e trouxe algumas questões pertinentes. Ao acompanhá-lo por todo o debate ficou a impressão de que seu projeto de cidade é um pouco uma variação do mesmo apresentado pela situação. Teófilo portou-se como uma candidatura capaz de questionar o Nezinho mas que tem dificuldade de mostrar quais são as suas diferenças em relação ao grupo situacionista.

A eleição está aí, batendo a nossa porta. E já é hora de decidirmos sobre para quem vai nosso voto. O que esperamos é que a cidade possa mostrar sua capacidade crítica sobre qual das quatro pessoas possui o perfil adequado para gerir o nosso futuro e o futuro da nossa cidade. Que rufem os tambores.




arapiraca no debate da tv pajuçara arapiraca no debate da tv pajuçara Reviewed by davy sales on sábado, setembro 24, 2016 Rating: 5

Um comentário:

Anônimo disse...

Freire disse q qer transformar o cidadão arapiraquense em um Sérgio Moro da vida. Vergonha alheia

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.