nezinho, o candidato que tem medo do debate, o candidato fujão

A UFAL de Arapiraca realizou no último dia 20 de setembro um debate com os candidatos a prefeito da cidade. A comunidade acadêmica pretendeu oferecer um espaço qualificado para o debate de ideias em torno dos projetos de cidade que se apresentavam com essas candidaturas. 

Numa cidade sem tradição para o debate das ideias políticas (nossas eleições sempre acontecem com as candidaturas falando para elas mesmas) e que estão sempre vergonhosamente ancoradas na máquina estatal que os oferece guarida contra a sabedoria e fúria popular, nada mais certeiro do que a fuga da responsabilidade por parte de quem diz ser o candidato certo para nos governar.

É o candidato que pretende ser prefeito mas é incapaz de sentar-se junto aos estudantes para debater livremente a cidade. Eleição tida como já vencida antes dos votos. É o cenário tradicional. A UFAL inaugurou um horizonte novo, e agradecemos o empenho em dar publicidade ao pleito, abrindo-se ao debate com os candidatos na perspectiva de consolidar nossa cidadania.

O Ricardo Nezinho enviou nota para fugir da responsabilidade de enfrentar abertamente os estudantes, com medo de se posicionar e certamente também desejo de fugir das criticas sobre sua famigerada posição do projeto Escola Sem Cérebro. Fugiu literalmente. 

Como é incapaz de estabelecer uma ponte com os movimentos sociais, estudantes e os cidadãos que pensam, fez uma cena lamentável e esperada, deu as costas ao povo. Tarcízo Freire esteve lá mas deixou o debate antes de terminar, provavelmente com medo da sabatina que seria obrigado a responder e se posicionar.


Eis o documento da vergonha, o documento do atraso, o documento revelador da chacota com que essa gente que se acha dona do voto e da cidade, o desprezo pelos foruns legítimos onde as ideias políticas poderiam ser abraçadas ou refutadas. 

Há vários tipos de homens na política, este parece ser o fujão, aquele que não pode admitir suas responsabilidades. Quer sentar na cadeira do executivo sem que o povo possa conhecer o porque sua candidatura deveria ser levada a sério. 

Será que os eleitores darão o troco por essa falta de educação, o medo do compromisso com a verdade e com a fé pública? Arapiraca começa a se mover, é verdade, mas será preciso muita luta ainda para pararmos de eleger esses aventureiros incapazes de laços fortes e duradouros com nossa cidade. 

Cada um que reflita. Cada um que se posicione. E é bom não esquecer que o apoio da prefeita e dos Calheiros não nos obriga a assinar nosso atestado de analfabetos políticos. Outubro nos dirá, e eles sentirão o peso de nossas escolhas.
nezinho, o candidato que tem medo do debate, o candidato fujão nezinho, o candidato que tem medo do debate, o candidato fujão Reviewed by davy sales on quarta-feira, setembro 21, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Davy Sales (2012). Tecnologia do Blogger.